“El Camino – Cinema de Viagem da América do Sul”

0
51

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo apresenta a mostra inédita “El Camino – Cinema de Viagem da América do Sul”

A mostra gratuita acontece de 12 de julho a 07 de agosto. São 19 títulos que apresentam um apanhado histórico de road movies, realizados no sul do continente americano, desde a década de 1960 até os dias atuais.

Toda programação é gratuita e inclui atividades paralelas e catálogo online.

O Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo apresenta a mostra inédita “El camino – Cinema de viagem da América do Sul”, de 12 de julho a 7 de agosto, com um apanhado histórico de road movies, realizados na região sul do continente americano desde a década de 1960 até os dias atuais. Toda programação é gratuita e inclui uma oficina presencial, além de um catálogo online.

Com a curadoria de Carla Italiano e Leonardo Amaral, e produção da Anacoluto Produções, a programação reúne 19 títulos, sendo 15 longas e 4 curtas, realizados em nove países: Brasil, Argentina, Uruguai, Paraguai, Peru, Bolívia, Chile, Colômbia e Venezuela, pensada a partir de 5 linhas de força que permitem criar agrupamentos entre os filmes exibidos. A primeira linha reúne obras realizadas a partir da década de 1960 que lidam de forma fílmica com as contraditórias ideias de povo e nação como Vidas Secas, Iracema – uma transa amazônica (Brasil), Os Inundados (Argentina), Os vampiros da miséria (Colômbia) e A dupla jornada (Brasil).

A segunda traz o drama de indivíduos em relação a representações de coletivo em suas diversas raízes étnicas e políticas, como em Noites Paraguayas (Brasil/Paraguai), A nação clandestina (Bolívia), A terra prometida (Chile), Pachamama (Brasil/Bolívia/Peru) e Carlos: cine-retrato de um andarilho em Montevidéu (Uruguai). O terceiro grupo recorre aos recursos do cinema fantástico e jornadas psicológicas, reconfigurando não só as cartografias de territórios, como a própria noção de identidade: Brasil Ano 2000, Sonhos de gelo (Chile), A viagem (Argentina) e As filhas do fogo (Argentina).

O quarto grupo pensa trajetórias transnacionais de povos originários por meio de recriações de territórios indígenas perdidos, algo evidente em Serras da Desordem, Tava – a casa de pedra (Brasil) e Zama (Argentina). Por fim, a quinta linha traz questões fruto dos processos coloniais da diáspora africana e agrupa curtas de teor auto representativo que fazem viagens rumo ao continente africano, é o caso de NoirBlue e (Outros) fundamentos (Brasil).

 

Além das sessões, El Camino – Cinema de Viagem da América do Sul conta com algumas atividades paralelas: a apresentação da mostra pelos curadores Carla Italiano e Leonardo Amaral – seguida do filme de abertura Noites Paraguayas (1982), no dia 12 de julho, às 17h; a apresentação de A Nação Clandestina, pela montadora e cineasta Cristina Amaral, em 15 de julho, às 15h; sessão comentada do filme A Viagem (1992), no dia 28 de julho, às 16h, seguida de debate com o crítico e pesquisador João Toledo; e a oficina “Outras viagens ao país do povo: deslocamentos estético-políticos no cinema latino-americano”, que acontece no dia 22 de julho, das 13h30 às 17h, ministrada pelo crítico de cinema, programador e professor, Victor Guimarães.

Ao realizar este projeto, o Centro Cultural Banco do Brasil reafirma o compromisso de ampliar a conexão do brasileiro com a cultura e com a promoção do acesso à produção cinematográfica nacional e internacional.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA CCBB São Paulo

El Camino – Cinema de Viagem da América do Sul

12 de julho a 07 de agosto 2023

Quarta – 12/07

17h [Abertura] Noites Paraguayas (90′, Aloysio Raulino, 1982, Brasil/Paraguai) | 14 anos

*Com apresentação da curadoria por Carla Italiano e Leonardo Amaral

Quinta- 13/07

17h Os Vampiros da Miséria (29′, Luis Ospina, Carlos Mayolo, 1978, Colômbia) | 14 anos

Sonhos de Gelo (58′, Ignacio Agüero, 1993, Chile) | 14 anos

Sexta – 14/07

17h (Outros) Fundamentos (16’, Aline Motta, 2019, Brasil) | 10 anos

NoirBlue – Deslocamentos de uma dança (27’, Ana Pi, 2018, Brasil) | 12 anos

A Dupla Jornada (53’, Helena Solberg, 1975, Arg/Bol/Mex//Ven) | 12 anos

Sábado – 15/07

15h A Nação Clandestina (128′, Jorge Sanjinés, 1989, Bolívia) | 12 anos

Domingo – 16/07

14h Serras da Desordem (135′, Andrea Tonacci, 2006, Brasil) | 14 anos

Segunda – 17/07

17h A Terra Prometida (120′, Miguel Littin, 1973, Chile) | 12 anos

**

Quarta – 19/07

17h Vidas Secas (115’, Nelson Pereira dos Santos, 1963, Brasil) | 10 anos

Quinta – 20/07

17h30 Carlos: Cine-retrato de um andarilho em Montevidéu (31′, Mario Handler, 1967, Uruguai) | 12 anos

Os Vampiros da Miséria (29′, Luis Ospina, Carlos Mayolo, 1978, Colômbia) | 14 anos

Sexta – 21/07

16h30 Brasil Ano 2000 (95′, Walter Lima Jr., 1969, Brasil) | 14 anos

Sábado – 22/07

13h30 Oficina “Outras viagens ao país do povo: deslocamentos estético-políticos no cinema latino-americano” com Victor Guimarães (professor e pesquisador) | Livre

Necessária a inscrição prévia em www.anacoluto.art/elcamino

 

Domingo- 23/07

11h Os Inundados (87′, Fernando Birri, 1961, Argentina) | 10 anos

14h30 Noites Paraguayas (90′, Aloysio Raulino, 1982, Brasil/Paraguai) | 14 anos

 

Segunda – 24/07

17h (Outros) Fundamentos (16’, Aline Motta, 2019, Brasil) | 10 anos

NoirBlue – Deslocamentos de uma dança (27’, Ana Pi, 2018, Brasil) | Livre

A Dupla Jornada (53’, Helena Solberg, 1975, Arg/Bol/Mex//Ven) | 12 anos

[Acessibilidade: legendas descritivas]

 

**

Quarta – 26/07

17h Iracema – Uma Transa Amazônica (Jorge Bodanzky, Orlando Senna, 91′, 1975, Brasil) | 16 anos

 

Quinta – 27/07

17h Os Inundados (87′, Fernando Birri, 1961, Argentina) | 10 anos

 

Sexta – 28/07

16h A Viagem (136′, Fernando Solanas, 1992, Argentina) | 12 anos

*Seguido de debate com o crítico e pesquisador João Toledo

 

Sábado – 29/07

11h Tava, a casa de pedra (78’, Ariel Duarte Ortega, Patrícia Ferreira Pará Yxapy, Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho, 2012, Brasil) | 10 anos

14h30 Zama (115′, Lucrecia Martel, 2017, Argentina) | 14 anos

 

Domingo – 30/07

14h30 A Nação Clandestina (128′, Jorge Sanjinés, 1989, Bolívia) | 12 anos

 

Segunda – 31/07

17h Iracema – Uma Transa Amazônica (Jorge Bodanzky, Orlando Senna, 91′, 1975, Brasil) | 16 anos

 

**

 

Quarta – 02/08

17h As Filhas do Fogo (115’, Albertina Carri, 2019, Argentina) | 18 anos

 

Quinta – 03/08

16h A Viagem (136′, Fernando Solanas, 1992, Argentina) | 12 anos

 

Sexta – 04/08

16h30 Pachamama (94′, Erik Rocha, 2008, Brasil/Bolívia/Peru) | 10 anos

 

Sábado – 05/08

15h A Terra Prometida (120′, Miguel Littin, 1973, Chile) | 12 anos

 

Domingo – 06/08

14h Vidas Secas (115’, Nelson Pereira dos Santos, 1963, Brasil) | 10 anos

Segunda – 07/08

17h Tava, a casa de pedra (78’, Ariel Duarte Ortega, Patrícia Ferreira Pará Yxapy, Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho, 2012, Brasil) | 10 anos

 

ATIVIDADES PARALELAS

 

Quarta-feira – 12/07, às 17h

Apresentação da mostra pelos curadores Carla Italiano e Leonardo Amaral – seguida do filme de abertura Noites Paraguayas (1982)

 

Sábado – 15/07, às 15h

Apresentação de A Nação Clandestina pela montadora e cineasta Cristina Amaral

 

Sábado – 22/07 das 13h30 às 17h

Oficina: “Outras viagens ao país do povo: deslocamentos estético-políticos no cinema latino-americano” | Livre

Ministrante: Victor Guimarães (professor e pesquisador)

[Inscrições prévias em www.anacoluto.art/elcamino]

 

Sexta-feira – 28/07, às 16h

Sessão comentada: exibição de A Viagem (1992) seguida de debate com o crítico e pesquisador João Toledo

[Acessibilidade: LIBRAS]

 

Sobre os curadores

 

Carla Italiano

Carla Italiano é pesquisadora em cinema e curadora de mostras e festivais. Doutoranda em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais com mestrado pelo mesmo programa. Integra a equipe de curadoria do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba desde 2017, de programação da mostra internacional do FENDA – Festival Experimental de Artes Fílmicas, e é uma das organizadoras do forumdoc.bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte. Foi curadora co-curadora de várias mostras, dentre elas: Mulheres Mágicas – reinvenções da bruxa no cinema (CCBB, 2022), Retrospectiva Helena Solberg (CCBB, 2018), Comunidades de cuidado – fabulações, enfrentamentos e éticas de cura (forumdoc 2021) e Retrospectiva Jonas Mekas (forumdoc 2013). É natural de Recife e residente em Belo Horizonte.

 

Leonardo Amaral

Nascido em Divinópolis, Minas Gerais, Leonardo Amaral é doutor, mestre e graduado em Comunicação Social (Cinema) pela UFMG. Curador das mostras Tempos de Kuchar (SESC, 2016), Mostra Escola: Cidade Aberta (Caixa Cultural, 2017), Retrospectiva Helena Solberg (CCBB, 2018), El Camino: Cinema de Viagem da América do Sul (CCBB, 2023) e Retrospectiva Geraldo Sarno (CCBB, 2023). Membro de comissões de seleção dos festivais Festcurtas BH (2010-2013), forumdoc (2015-2017), Semana de Cinema (2016) e Lumiar (2018). Documentarista, diretor e roteirista de um longa-metragem (Semana Santa, 2013) e de diversos curtas exibidos e premiados no Brasil e no exterior. Pesquisador e professor de Cinema, tendo ministrado disciplinas na graduação da UFMG e na Escola Viva de Educação e Cultura, em Belo Horizonte.

 

Sobre o CCBB SP

O Centro Cultural Banco do Brasil em São Paulo, iniciou suas atividades há mais de 20 anos e foi criado com o objetivo de formar novas plateias, democratizar o acesso e contribuir para a promoção, divulgação e incentivo da cultura. A instalação e manutenção de nosso espaço em um prédio, em pleno centro da capital paulista, reflete também a preocupação com a revitalização da área, que abriga um inestimável patrimônio histórico e arquitetônico, fundamental para a preservação da memória da cidade.

Temos como premissa ampliar a conexão dos brasileiros com a cultura, em suas diferentes formas. Essa conexão se estabelece mais genuinamente quando há desejo de conhecer, compreender, pertencer, interagir e compartilhar. Temos consciência de que o apoio à cultura contribui para consolidar sua relevância para a sociedade e seu poder de transformação das pessoas.

Acreditamos que a arte dialoga com a sustentabilidade, uma vez que toca o indivíduo e impacta o coletivo, olha para o passado e faz pensar o futuro. Com uma programação regular e acessível a todos os públicos, que contempla as mais diversas manifestações artísticas e um prédio, que por si só já é uma viagem na história e arquitetura, o CCBB SP é uma referência cultural para os paulistanos e turistas da maior cidade do Brasil.

 

FOTOS DOS FILMES AQUI

 

SERVIÇO:

Mostra “El Camino – Cinema de Viagem da América do Sul”

Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Período: 12 de julho a 7 de agosto de 2023.

Ingressos gratuitos: Disponíveis a partir de 07/jul no site bb.com.br/cultura e na bilheteria

Classificação indicativa: De acordo com cada filme, verificar em bb.com.br/cultura

Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico, São Paulo – SP

Funcionamento: Aberto todos os dias, das 9h às 20h, exceto às terças

Entrada acessível: Pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e outras pessoas

que necessitem da rampa de acesso podem utilizar a porta lateral localizada à

esquerda da entrada principal.

Informações: (11) 4297-0600

Estacionamento: O CCBB possui estacionamento conveniado na Rua da Consolação,

228 (R$ 14 pelo período de 6 horas – necessário validar o ticket na bilheteria do CCBB).

O traslado pela van do CCBB é gratuito para o trajeto de ida e volta ao estacionamento

e funciona das 12h às 21h.

Transporte público: O Centro Cultural Banco do Brasil fica a 5 minutos da estação São

Bento do Metrô. Pesquise linhas de ônibus com embarque e desembarque nas Ruas

Líbero Badaró e Boa Vista.

Táxi ou Aplicativo: Desembarque na Praça do Patriarca e siga a pé pela Rua da

Quitanda até o CCBB (200 m).

Van: Ida e volta gratuita, saindo da Rua da Consolação, 228. No trajeto de volta, há

também uma parada no metrô República. De 12h até o encerramento das atividades

do CCBB.

Acesse

Centro Cultural Banco do Brasil

Mostra El Camino: cinema de viagem da América do Sul

SINOPSES

 

 

 

1

Os Inundados [Los Inundados]

Fernando Birri, p&b, 87′, 1961, Argentina | 10 anos

Filme completo na pasta OneDrive da mostra e: https://www.youtube.com/watch?v=Kibrt76rb_g

 

2

Vidas Secas

Nelson Pereira dos Santos, p&b, 115′, 1963, Brasil | 10 anos

Trecho do filme: https://www.youtube.com/watch?v=ENcTNLbGCSE

Filme completo na pasta OneDrive da mostra

 

3

Carlos: Cine-retrato de um andarilho em Montevidéu

Mario Handler, p&b, 31′, 1967, Uruguai | 12 anos

Trecho: https://www.youtube.com/watch?v=sQtxaEoEvb0&ab_channel=ArchivodelTransporteUruguayo

Filme completo na pasta OneDrive da mostra

 

4

Brasil Ano 2000

Walter Lima Jr., cor, 115′, 1969, Brasil | 14 anos

Trecho: https://www.youtube.com/watch?v=TImNMZ0eZJQ

 

5

A Terra Prometida [La Tierra Prometida]

Miguel Littin, cor, 120′, 1973, Chile | 12 anos

Filme completo: https://www.youtube.com/watch?v=gCEYEmxD2Gs

 

6

Iracema – Uma Transa Amazônica

Jorge Bodanzky & Orlando Senna, cor, 91′, 1975, Brasil | 16 anos

Filme completo: https://www.youtube.com/watch?v=3u4rlXPMIds

 

7

A Dupla Jornada [La Doble Jornada/Double day]

Helena Solberg, cor, 53′, 1975, México, Argentina, Bolívia, Venezuela | 10 anos

Filme completo: https://vimeo.com/716010158

 

8

Os Vampiros da Miséria [Agarrando Pueblo]

Luis Ospina e Carlos Mayolo, p&b, 29′, 1978, Colômbia | 14 anos

Filme completo:

https://www.youtube.com/watch?v=7ZYWKAdOc9Y&ab_channel=Psiqueman%C3%ADa

 

9

Noites Paraguayas

Aloysio Raulino, cor, 90′, 1982, Brasil, Paraguai | 14 anos

Filme completo:  https://www.youtube.com/watch?v=8EizJjz8a54&t=3886s&ab_channel=AloysioRaulinoOficial

 

10

A Nação Clandestina [La Nación Clandestina]

Jorge Sanjinés, cor, 128′, 1989, Bolívia | 12 anos

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=w4vX_pAy77Y&ab_channel=RetinaLatina

 

11

A Viagem [El Viaje]

Fernando Solanas, cor, 130′, 1992, Argentina | 12 anos

Filme completo: https://www.youtube.com/watch?v=-9W53zXWhtI&t=5711s&ab_channel=grman

 

12

Sonhos de Gelo [Sueños de Hielo]

Ignacio Agüero, cor, 58′, 1993, Chile | 12 anos

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=ljjtJdxsvLc

 

13

Serras da Desordem

Andrea Tonacci, cor, 135′, 2006, Brasil | 14 anos

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=UwkjLXB4l1o&ab_channel=extremaAmaral

 

14

Pachamama

Erik Rocha, cor, 94′, 2008, Brasil, Bolívia, Peru | 10 anos

Trailer: https://vimeo.com/20301013

 

15

Tava, A Casa de Pedra

Ariel Duarte Ortega, Patrícia Ferreira Pará Yxapy, Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho, cor, 78’, 2012, Brasil | 10 anos

Trecho: https://www.youtube.com/watch?v=-qIgTQhIaZM&ab_channel=VideonasAldeias

 

16

Zama

Lucrecia Martel, cor, 115′, 2017, Argentina | 14 anos

Trecho: https://www.youtube.com/watch?v=dHEvtWGBpsQ&ab_channel=Vin%C3%ADciusFernandes

 

17

NoirBlue – Deslocamentos de uma Dança

Ana Pi, cor, 27’, 2018, Brasil | Livre

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=KtjCOnY3rEk&ab_channel=AnaPi

 

18

As Filhas do Fogo [Las Hijas del Fuego]

Albertina Carri, cor, 115’, 2018, Argentina | 18 anos

Trailer: https://www.youtube.com/watch?v=qaVTaDoxRiM&t=27s&ab_channel=FilmfestHamburg

 

19

(Outros) Fundamentos

Aline Motta, cor, 16’, 2019, Brasil | 10 anos

Teaser: https://vimeo.com/265601062

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui